domingo, 3 de dezembro de 2006

P: Unknown


Não quero ser esperto, mas esperto terei dê;
A vida exige para aquilo que eis de ser

Inteligente e sábio vira quando esperto souber;
Risco corre quem viver, a
o que pender

Saber viver é como voar;
Bate asas de acordo com o vento

Pesada mudança à liberdade;
Plenitude será alcançada,

Aquele que viver.