sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

Quer gastar qto?


Morar dois anos nos jardins, região de sampa onde existe a maior concentração de lojas e grifes mais badaladas da cidade era ser impactado pelas novidades e pelos desejos q isso causava, morei mais precisamente na rua Oscar Freire, por isso era tão impactado rsrs. Ia trabalhar pela manhã observava pessoas caminhando pela rua, voltava as vezes pro almoço e mais pessoas, chegava do trabalho e ainda pessoas comprando.
As vitrines em constante mutação. Meu amigo Léo cuida da parte visual da rede de lojas Osklen Brasil e mundo, mestre em fazer as belas vitrines e decoração interna desta grande e bela loja de roupas. Mudar do jardins pra mim foi um descanso, não somente pelo poder de compra q eu não tinha e ou mesmo se tivesse iria me repudiar, tbm por ser atingido diariamente por essa gama q o consumo envolve.

Hj aq em Bcn, esta sinergia de consumo é multiplicado por 3x mais pessoas gastando, 3x mais pessoas caminhando.
Aq não existe a comoção de shoppings centers como em sampa, as lojas, as grifes todas elas estão nas ruas... (pois podem estar nas ruas) existem dois centros comerciais aq bacanas. Existe sim um enorme magazine "El corte inglês" 40 anos de tradição e uma forte marca nessas terras, como nosso antigo Mappin, uma enorme e forte rede por toda a Espanha. Todas seguindo um padrão absurdo de qualidade e estrutura. Divididos por andares: moda jovem, moda homem, mulher, informática, movéis, turismo, sao acho q 9 andares no total. As melhores e conhecidads marcas e um preço pouco mais alto, por obter algumas qualidades q para o consumo é essêncial.
Em Milão tbm o consumo dos mais variados artigos são realizados nas ruas.
*creio q por isso a venda das peles nunca diminuirão pois caminham em um frio! Aq na europa pele é mto usual, eu diria até casual.
Dar uma voltinha pela região central de Bcn é na certa mirar alguma peça, na certa! Voltar pra casa com algum objeto de desejo, ao menos na cabeça.