quinta-feira, 2 de outubro de 2008

P: Esperança

Desenhar com uma caneta pena,
leve e suave,

à base
um sentimento puro.

Sob papiro,
uma linda tela sem resíduos,
sem causar desastre.

Quando em papel,
enjoativo se revela,
Uma aquarela
de criança
cheia de esperança.

O super-herói de todas as manhãs
Em combate,
causa quase sempre
desastre.