quarta-feira, 19 de maio de 2010

P: Conhecer-se

E não conhecer
o que deveria aflorar
Sucumbir a si mesmo
de tanto viver a própria simpatia
Caracterizar-se-ia
em cores densas
em notas de fundo
com empatia

Permanecer ao luar,
escuro
preso
e cheio de nostalgia
Não ver
nem viver
Ao menos sentir a própria alegria

Voltar ao alcance
Em um instante
de momentos 
antes vividos
agora sentidos
Porém,
uma nova chance.