quarta-feira, 14 de março de 2012

Astuto Viver

Peco em saber,
se serei absolvido
Peco em ser,
só eu envolvido

Na luxúria de pensar,
com arquitetura em traços finos,
seguir adiante e sentir a libido
O paladar aguça em notas sutis

Sentir arrepio de meretriz,
do sabor marcado,
Fazer do finito
um parecer infinito
Como pôr do sol,
a repetir.
Na astuta liberdade,
em viver.