terça-feira, 27 de novembro de 2007

Enfim sós...







Bom, estou mto felizzzzz, nada mais expressará esse momento do que esta frase cliché...
Cheguei a Bcn, e o frio q fazia ao meio dia de domingo era forte, uns 6 graus. Vou direto do aeroporto para casa de meu primo q aqui vive com esposa a dois anos. E no caminho apenas vejo, observo a linda e cheirosa cidade catalã.


O frio foi passageiro geralmente fica forte em jan e fev. na segunda voltou aos seus 14 graus...

Foi uma semana corrida, onde comecei meu mba numa classe desconhecida por completo. Consegui um quarto super bacana no eixample, bairro friendly, próximo da plça Catalunia, ramblas, e q poderei ir caminhando para meu curso.
A aula foi mto tranquila, meu primeiro dia estava um pouco elétrico, assustando minha tutora, q me entendeu e acalmou-me, estava alguns dias atrasado, mas nada q o pen drive com todo conteudo do curso me restabelecesse junto aos outros, digo outros brasileiros q como eu temos o espanhol como segunda ou terceira língua.



Na classe composta por, espanhois, e em seguida mexicanos, venezuelanos, dominicanos, colombianos, uma chica argentina, dois brasileiros: uma garota de goiania e um cara gaúcho, bem gente boas. creio umas 20 ou 25 pessoas.



O prédio deve ter seus 300 anos, este campus fica situado próximo do centro de Bcn. zona mais antiga.



Existe a zona universitária, onde várias universidades com seus campus se encontram lado a lado, é um dos pontos finais q aqui existem, linha verde.

Nightlife daqui é realmente contagiante, fui a um bar na sexta q me lembrou o ultralounge, pela estrutura e clima de começo de noite. Só q aq ele é só um bar com uma pistinha chique e funciona como todos os bares até as 3am, dae todos ou a maioria entram nos clubs.
Sábado voltei para o zeltas q gostei mto e depois fui para salvation. Bem legal, com duas pistas, uma mais pop, e outra house progressivo com variações de sons clássicos em uma roupagem atual, como o set do dj Peter Rauhofer no Rio nesta parada carioca de 2007.
Não acabou não,,, quis conhecer um dos afters daqui... Bem cara de afterhours, som pesado, ambiente escuro, luminárias piscando... um povo mais underground. Bom tbm!
O q mais me impressionou foi como cosmopolita esta cidade, e como isso me fez admira-la.